Conecte-se Conosco

Cidades

Em quatro meses, Asfalto Novo, Vida Nova já alcançou 105 cidades de até 7 mil habitantes

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

O programa Asfalto Novo, Vida Nova, do Governo do Estado, que libera recursos para a pavimentação de vias urbanas em municípios de até 7 mil habitantes, acaba de alcançar a marca de 68% no número de municípios atendidos. Desde o seu lançamento, em 4 de abril, até esta terça-feira, 8 de agosto, 105 dos 153 municípios habilitados já apresentaram seus projetos. Desses, 48 estão aprovados e já receberam um total de R$ 197,4 milhões.
Os demais 57 ainda passam pela análise técnica do Serviço Social Autônomo Paranacidade, vinculado à Secretaria das Cidades. Os investimentos previstos, nesta fase, chegam a R$ 577,6 milhões.

Alguns dos exemplos recentes foram Francisco Alves, Rio Bom, São Pedro do Paraná, Iguatu e Diamante do Sul, que receberam R$ 20,8 milhões. Em Iguatu, esses recursos vão finalizar a pavimentação de toda a área urbana. Em julho, Cruzeiro do Sul, Jaboti, Leópolis, Santa Mônica, Salto do Itararé e Marilena formalizaram os contratos, com R$ 31,6 milhões. Em Jaboti, a pavimentação vai alcançar o distrito de Água Branca e, em Leópolis, quem comemora os recursos são os moradores do distrito de Jandinópolis,

O mesmo programa ainda garante recursos para a troca de toda a iluminação pública municipal, de luminárias convencionais por sistemas a LED, mais eficientes e econômicos. Nesse segmento, dos 126 municípios enquadrados, 62 encaminharam seus projetos (49% do total), sendo que 33 receberam análise favorável, o que representa a liberação de R$ 22,1 milhões de um total de R$ 74 milhões disponibilizados pelo Governo do Estado. Até o momento, outros 29 municípios estão com seus projetos em análise.

“Nós estamos asfaltando 100% dos municípios de até 7 mil habitantes, com calçada, pavimentação, iluminação de LED, com galerias pluviais. É um pacote completo. É o maior programa de pavimentação do Brasil e mostra que estamos muito atentos aos investimentos nos pequenos municípios, o que pode atrair novos investimentos”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

“Essa é a primeira fase e vai levar pavimentação nova e iluminação de qualidade para esses municípios. É uma verdadeira transformação, com infraestrutura que cria as condições para acelerar o desenvolvimento dos municípios menores. Uma forma diferente de atender as pequenas cidades, uma marca desse governo”, complementou o secretário das Cidades, Eduardo Pimentel.

PROGRAMA – O Asfalto Novo, Vida Nova faz parte do Plano de Governo. Sua viabilização acontece com recursos do Tesouro do Estado, somados com R$ 200 milhões da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Nesta primeira etapa, para atender municípios até 7 mil habitantes, a previsão é para a pavimentação de 350 quilômetros lineares de vias urbanas, o que inclui a implantação de calçadas com acessibilidade, sistemas de drenagem e galerias de águas pluviais, e a substituição de 77,5 mil lâmpadas em todos os municípios contemplados.

Cada município apresenta seu projeto. As licitações para contratação das empresas que executarão os trabalhos são de responsabilidade das próprias prefeituras, que contam com o acompanhamento técnico dos profissionais do Paranacidade. Os recursos são utilizados apenas em vias urbanas que ainda se encontram em leito natural, não incluindo obras de recape asfáltico.
São contempladas quatro categorias de pavimento: Concreto Betuminoso Usinado à Quente (CBUQ), Placa de Concreto, Whitetopping (Pavimento Rígido de Concreto Simples) e blocos de concreto, como paver ou lajota sextavada.

Todas as obras devem incluir calçadas com infraestrutura completa, com sistema de drenagem de águas pluviais, calçadas para pedestres com acessibilidade, paisagismo, sinalização e arborização. Não são admitidos projetos que contemplem somente a pavimentação da pista de rolamento, sem as melhorias nos demais elementos que compõem a via.
A segunda fase do programa deve levar asfalto a 100% dos municípios com até 25 mil habitantes.

Confira a relação dos municípios que estão com projetos em andamento no programa AQUI .

Fonte: AEN

Publicidade

Comente usando o Facebook

Publicidade

O Portal Roy NEWS acredita no Jornalismo comprometido com a verdade dos fatos e com a ética, trazendo sempre os principais fatos de Paranavaí e região, além dos destaques nacionais e da mídia.

Clique Para Comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma Resposta

Cidades

Vereadora de Paranavaí homenageia bailarina Manuela Cardoso

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

A paranavaiense Manuela Monteiro Cardoso recebeu recentemente da vereadora professora Cida Gonçalves, moção de aplausos, em reconhecimento ao seu talento, dedicação, inteligência e esforço. Ela que tem apenas 9 anos de idade e já é considerada um prodígio no mundo da dança clássica conquistou uma vaga, entre mais de 4.300 bailarinas, na mais conceituada e concorrida escola de balé, o Teatro Bolshoi.

Publicidade

“Essa conquista é motivo de grande orgulho para Paranavaí e um reflexo do talento que nossa cidade abriga. Manu nos leva a acreditar que o sonho, o esforço e a dedicação podem levar a realizações extraordinárias, e temos confiança de que ela continuará a brilhar, tornando-se uma bailarina de renome mundial e representando com dignidade nossa cidade e nosso país”, afirmou Cida.

Segundo os professores do Corpo de Ballet Tayna Mateus, Manu tem uma habilidade única de sentir a música durante a dança, uma característica essencial para a profissão de bailarina. “Essa vitória não seria possível sem o apoio incansável de sua família, que sempre esteve ao seu lado, encorajando seu sonho e sem a dedicação e o incentivo destes tão renomados professores”, assegurou a vereadora.

Roxane Evelin, mãe de Manu, agradeceu o apoio e a persistência nos treinos dedicados à filha pelo Corpo de Ballet Tayna Mateus, e a homenagem legislativa.

Fonte: Secom CMP

Comente usando o Facebook

Publicidade
Continue Lendo

Cidades

Com investimento de R$ 11,1 milhões, Paraná vai ganhar mais nove parques urbanos em 2024

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

Nove cidades do Paraná vão ganhar parques urbanos em 2024. Os projetos, financiados com recursos do Instituto Água e Terra (IAT) com apoio das prefeituras municipais, estão em fase final de execução em Kaloré e São João do Ivaí, no Vale do Ivaí; Itaguajé, Santa Mônica e Cianorte, no Noroeste; Flor da Serra Azul, no Sudoeste; Marquinho, no Centro-Sul; Janiópolis e Campina da Lagoa, no Centro-Oeste.

A proposta visa recuperar áreas sujeitas a ações erosivas ou regiões de fundo de vale que sofrem degradação ambiental, alinhando a preservação do ecossistema local ao turismo e lazer.

O investimento do Governo do Estado apenas nesses novos complexos é de R$ 10.279.162,49, com contrapartida de R$ 911.466,23 das prefeituras locais, totalizando R$ 11,190.628,72. Desde a implementação do projeto em 2019, 25 parques foram entregues a municípios de diferentes regiões do Paraná. O mais recente foi inaugurado em dezembro, em Andirá, no Norte Pioneiro. Ao final desta primeira fase do projeto, serão 61 complexos à disposição dos paranaenses, com investimento global de R$ 73 milhões.

“O objetivo principal é a aplicação de soluções para a recuperação de áreas degradadas, mas o projeto foi incorporando iniciativas parceiras ao longo do tempo, ficando mais robusto e cada vez mais atrativo para a população”, explica a coordenadora do Setor de Projetos Especiais da Diretoria de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, Paula Coradin.

PARQUES URBANOS – O projeto Parques Urbanos é uma parceria entre o IAT e as prefeituras paranaenses, que incentiva a criação de parques em regiões de fundo de vale ou áreas com ações erosivas. Uma das características comuns às áreas de fundo de vale é a presença de recursos hídricos, o que aponta para a existência de Áreas de Preservação Permanente Ecológica (APP).

Além das funções de recuperação ambiental, os parques urbanos contam com outras iniciativas de promoção da sustentabilidade. Uma delas é o Poliniza Paraná, que desde 2021 é presença obrigatória em todos os espaços ligados ao projeto. A iniciativa prevê a instalação de colmeias de abelhas sem ferrão para auxiliar na conservação de espécies nativas e para complementar as ações de educação ambiental dos locais.

Outro projeto parceiro é o Espaço Educador Sustentável, que consiste na implementação de atividades de promoção da educação ambiental. Por meio da ação, os locais ganham hortas urbanas, que estimulam o engajamento da população com o meio ambiente, e jardins dos sentidos, que desenvolvem a sensibilidade sensorial-ambiental dos visitantes.

“O Espaço Educador Sustentável é uma área do parque que deve ser dedicada à educação ambiental, normalmente aplicada em forma de horta pedagógica ou jardim dos sentidos, além de promover e incentivar o plantio de espécies nativas”, destaca Paula.

COMO FUNCIONA – Após a identificação de uma área apropriada, os municípios enviam um pré-projeto ao Setor de Projetos Especiais do IAT para avaliação do Instituto. Uma vez aprovado, o IAT repassa os recursos financeiros para a execução do projeto por meio de um convênio, conforme o andamento da obra. É necessário que o município tenha a Licença Ambiental e a Outorga ou dispensa de outorga emitidas pelo Instituto.

Publicidade

Conheça um pouco mais sobre os novos parques urbanos do Paraná:

KALORÉ – As obras do Parque da Mina, em Kaloré, já foram finalizadas, aguardando apenas as liberações administrativas para a inauguração. O espaço de 26.447,89 m² tem o propósito de ajudar a proteger a vegetação nativa e a área degradada onde estão localizadas as minas de captação de água que dão nome ao complexo. O investimento foi de R$ 406.776,98, com contrapartida de R$ 8.301,58 do município. O parque possui pista de caminhada e diferentes áreas para práticas esportivas.

ITAGUAJÉ – O parque urbano de Itaguajé também está com as obras concluídas, dependendo apenas de liberações para entrar em funcionamento. O local foi planejado para diminuir a poluição na cidade e conta com pista de caminhada, sanitários, quadras, playground, academia ao ar livre e quiosques com churrasqueira em uma área de 19 mil m². O investimento na construção foi de R$ 1.024.794,07 por parte do IAT, com contrapartida de R$ 53.987,96 do município.

SANTA MÔNICA – Em Santa Mônica, o parque urbano de 34.120 m² foi elaborado com o propósito de proteger a nascente do Córrego Água Branca. Para o lazer da população, o complexo conta pista de caminhada, sanitários, quiosque, quadras de esporte e churrasqueira. O investimento do IAT foi de R$ 564.375,83, com contrapartida municipal de R$ 71.303,68. As obras estão em fase final, 96,38% concluídas, de acordo com o mais recente levantamento do órgão ambiental.

FLOR DA SERRA DO SUL – O Parque Lago da Flor possui 15.322,50 m² de área e foi pensado como forma de proteção à nascente localizada no centro de Flor da Serra do Sul, com a delimitação de uma Área de Preservação Permanente (APP) e o plantio de árvores nativas. No investimento de R$ 778.944,83 por parte IAT, com contrapartida de R$ 18.198,76, também estão incluídas a implementação de pista de caminhada, playground, academia ao ar livre e lagoas. As obras se encontram 93,95% finalizadas.

SÃO JOÃO DO IVAÍ – Além de ajudar a proteger a natureza, o parque urbano de São João do Ivaí foi estruturado para promover a conscientização ambiental no município. Ocupando um terreno de 84.828,17 m², o parque vai contar com pista de caminhada, ciclovia, playground, quiosques com churrasqueira e uma academia ao ar livre, além de uma trilha ecológica para que a população conheça as espécies nativas da cidade. O investimento é de R$ 1.231.437,08 (contrapartida de R$ 214.965,71) e o projeto está 84,01% finalizado.

CAMPINA DA LAGOA – O parque urbano de Campina da Lagoa foi planejado para potencializar a interação da população com o meio ambiente. Construído em torno do lago no interior do município, em um espaço de 21.188,92 m², terá pista de caminhada e uma grande quantidade de vegetação nativa. O investimento por é de R$ 525.270,70, com contrapartida de R$ 10.720,00. As obras estão 81,61% concluídas.

JANIÓPOLIS – A prática esportiva em Janiópolis terá uma nova casa com a finalização do parque urbano da cidade. Em um terreno de 25 mil m², o complexo contará com pistas de skate, de caminhada e quadras esportivas. Ambientalmente, ajudará a proteger o córrego Santo Antônio. O investimento é de R$ 979.999,00 (contrapartida de R$ 84.519,87) e as obras estão 80,94% finalizadas.

MARQUINHO – O parque urbano de Marquinho está localizado em um terreno de 30 mil m², próximo do Rio do Cobre, o maior corpo hídrico da cidade. Junto à proteção da mata ciliar, o projeto busca ampliar as opções de lazer para moradores e turistas. O equipamento vai contar com pista de caminhada, playground e academia ao ar livre. O investimento é de R$ 767.564,00, com contrapartida de R$ 15.664,58. O índice de conclusão é de 76,94%.

CIANORTE – Com investimento de R$ 4 milhões do IAT e contrapartida de R$ 433.804,09 da prefeitura, o Parque Manduhy promete trazer grandes benefícios ambientais para Cianorte. O complexo vai ajudar a recuperar uma área de fundo de vale de 15,5 hectares (155.000 m²), colaborando com o controle das cheias e com o reflorestamento da área em torno do córrego que dá nome ao local. Além disso, o equipamento contará com pista de caminhada, um mirante de madeira, quadras esportivas, equipamentos de playground e academia. O projeto está 75,75% concluído.

Publicidade

Fonte: AEN

Comente usando o Facebook

Publicidade
Continue Lendo

Cidades

Mulher sofre queimaduras de segundo grau em 36% do corpo em Paranavaí

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

O Corpo de Bombeiros de Paranavaí foi acionado ontem (15) às 15 horas para atender uma ocorrência na rua Enira Braga Ribeiro de acidente térmico (radiação, química, temperatura) onde uma mulher de 28 anos sofreu ferimentos de queimaduras.
Ao chegar no local (Colégio Unidade Polo) a equipe se deparou com uma vítima (feminino – 28 anos) P.T. S. D. L com queimaduras de segundo grau em 36% do corpo, segundo ela o acidente aconteceu enquanto mexia com a panela de pressão na cozinha. Sendo encaminhada para UPA pela nossa equipe com ferimentos moderados.

Publicidade

Comente usando o Facebook

Publicidade
Continue Lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Policial

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas