Conecte-se Conosco

Educação

Educação divulga lista de professores para intercâmbio do Ganhando o Mundo

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

A Secretaria da Educação do Paraná (Seed-PR) divulgou nesta sexta-feira (14) a lista de professores e pedagogos da rede estadual selecionados para o intercâmbio do programa Ganhando o Mundo, do Governo do Estado. Os 96 aprovados são de diversas regiões do Estado e embarcarão em setembro para a Finlândia ou Canadá, onde terão uma experiência de até quatro semanas de formação continuada em uma instituição de ensino superior.
Durante esse período, os educadores terão cursos de temas como gestão de sala de aula, metodologias ativas, currículo por habilidades e competências, orientação pedagógica, sistema educacional local, avaliação de aprendizagem, educação inclusiva, além de momentos de vivência nas escolas de educação básica do país de destino. Eles também produzirão projetos educacionais ou propostas de curso de curta duração, que serão colocados em prática após o retorno ao Brasil.

“É oportunidade única de aprofundar os meus conhecimentos, conhecer novas práticas pedagógicas, ampliar minha visão sobre educação e, principalmente, poder trazer para os meus alunos, para a minha sala de aula, as experiências que eu vou adquirir”, diz Dijalmary Matos Prates Chas, uma das docentes selecionadas para o Canadá.
Professora de Matemática no Colégio Estadual Polivalente de Curitiba, Dijalmary celebrou a conquista com seus estudantes nesta sexta-feira (14). “Fiquei muito emocionada com a comemoração deles. Eles torcem por mim”.

Além de trazer ao Paraná o que aprender no Exterior, ela também pretende compartilhar com os canadenses seu conhecimento e sua experiência construídos na rede pública estadual. “É uma troca. Nós também temos muita coisa para passar das nossas práticas e metodologias”, assegura.
Puderam se inscrever para o processo seletivo professores e pedagogos QPM (do Quadro Próprio do Magistério) atuando na rede pública estadual. Também era preciso ter participado do Formadores em Ação — programa de formação continuada da Seed-PR que consiste em grupos de estudos liderados por professores da rede estadual (professores formadores) e destinados a docentes da mesma disciplina ou área do conhecimento (professores cursistas).

Das 96 vagas ofertadas, 63 foram para professor ou pedagogo formador e 33 para professor ou pedagogo cursista. Além disso, 24 vagas são destinadas para a Häme University of Applied Sciences, na Finlândia, e 72 vagas para instituições canadenses que integram a associação Colleges and Institutes Canada.

SELEÇÃO — Foram selecionados os candidatos melhor classificados em relação à nota, formada a partir de dois fatores: experiência no Formadores em Ação (foram atribuídos pontos a cada jornada concluída) e prova didática. Esta consistiu na entrega de um plano de ação e de um vídeo, ambos abordando uma situação-problema do ambiente escolar e uma proposta de solução.
Também foi preciso fazer um teste de proficiência em inglês, para determinar o possível país de destino do participante. O candidato que teve nota igual ou superior à B2, conforme o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR), foi classificado para as vagas na Finlândia (onde o curso será ministrado em língua inglesa). O que teve nota inferior à B2 foi classificado para as vagas no Canadá (onde a formação será em português).
Os professores selecionados para o Canadá terão um curso preparatório de inglês ofertado pela Seed, para que possam se comunicar no país.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL — O objetivo desta edição do Ganhando o Mundo é possibilitar que, a partir da imersão no sistema educacional de outro país, professores e pedagogos da rede estadual possam compartilhar metodologias de ensino, aprendizagem e avaliação, além de ampliar sua capacidade de contextualização social, histórica e cultural.
Durante o intercâmbio, os profissionais terão vivência em sistemas educacionais que são referência no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) e desenvolverão projetos que, ao serem aplicados nas escolas da rede pública estadual, contribuirão para o processo de ensino-aprendizagem.
Após concluir o período de formação no Exterior, os professores e pedagogos terão mais quatro semanas de mentoria online com profissionais das instituições de ensino onde fizeram o intercâmbio. Essa etapa os auxiliará a implementar no Brasil os projetos que foram desenvolvidos durante o intercâmbio.

INVESTIMENTO — O investimento total nesta edição do Ganhando o Mundo é de R$ 3 milhões. A Seed arcará com os custos de passagem aérea internacional de ida e volta em classe econômica promocional; deslocamento do aeroporto à instituição de ensino e da instituição de ensino ao aeroporto; alojamento; alimentação; taxas escolares e passagem de Curitiba até a embaixada emissora do visto, bem como hospedagem e alimentação no período para obtenção do visto.

INSCRIÇÕES PARA ALUNOS — O programa Ganhando o Mundo tem inscrições abertas até 31 de maio para estudantes da rede estadual matriculados na primeira série do ensino médio neste ano letivo. Essa edição levará mil alunos, em 2024, para cinco países de língua inglesa: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia.

Fonte: AEN

Publicidade

Comente usando o Facebook

Publicidade

O Portal Roy NEWS acredita no Jornalismo comprometido com a verdade dos fatos e com a ética, trazendo sempre os principais fatos de Paranavaí e região, além dos destaques nacionais e da mídia.

Clique Para Comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma Resposta

Educação

Prazo para justificar ausência no Encceja termina nesta sexta-feira

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

O prazo para justificar a ausência no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) de 2023 termina nesta sexta-feira (5), às 23h59. A justificativa deve ser apresentada pelos candidatos que quiserem participar do Encceja deste ano gratuitamente.

Publicidade

A justificativa deve ser feita no Sistema Encceja. Quem tiver os motivos da ausência ou os documentos reprovados, poderá fazer uma nova tentativa entre os dias 15 e 19 de abril.

O exame possibilita que jovens e adultos que não concluíram seus estudos na idade apropriada possam ter a certificação do ensino fundamental e médio. As provas avaliam competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou extraescolar.

O exame é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em colaboração com as secretarias estaduais e municipais de Educação.

O período de inscrições para a edição de 2024 será de 29 de abril a 10 de maio. O Inep aplicará as provas em 25 de agosto.

Fonte: Agência Brasil

Comente usando o Facebook

Publicidade
Continue Lendo

Educação

Dados para inscrição no Prouni devem ser entregues até hoje

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

Os candidatos que foram pré-selecionados na lista de espera do Programa Universidade para Todos (Prouni) do primeiro semestre de 2024 devem comprovar as informações de inscrição até esta quinta-feira (4). Os dados devem ser apresentados nas instituições de educação superior para as quais foram pré-selecionados

Publicidade

Nesta edição do programa, o Ministério da Educação MEC) ofereceu 406.428 bolsas, sendo 308.977 integrais e 97.451 parciais (50%), distribuídas em 15.482 cursos, de 1.028 instituições participantes.

O Prouni oferta bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições de educação superior privadas. São duas edições por ano, com oferta de bolsas para ingresso no primeiro e no segundo semestres.

Fonte: Agência Brasil

Comente usando o Facebook

Publicidade
Continue Lendo

Educação

Destaque nacional: universidades estaduais estão no topo da avaliação do MEC

Roy Junior

Publicado

em

Publicidade

As universidades estaduais do Paraná estão muito bem representadas entre as instituições de ensino superior do País. De acordo com o Índice Geral de Cursos (IGC), calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), as universidades estaduais obtiveram conceitos entre 4 e 5, que indicam a maior pontuação na avaliação. Entre as sete estaduais, a Universidade do Oeste do Paraná (Unioeste) figura em primeiro lugar com a nota máxima na classificação (5).

O IGC é um indicador que considera a qualidade dos cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado e doutorado), numa escala de 1 a 5, em relação a todas as instituições de ensino superior do País. Apenas 53 instituições de ensino superior estão classificadas com conceito 5, sendo duas universidades públicas do Paraná, a Unioeste e a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Entre as demais instituições de ensino superior estaduais do Paraná, as universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro), do Norte do Paraná (UENP) e Universidade Estadual do Paraná (Unespar) receberam conceito 4 pelo MEC.

O indicador de qualidade é baseado na nota que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) atribui à cada curso de pós-graduação da instituição e a média de cada curso do Conceito Preliminar de Curso (CPC), ou seja, para a divulgação da nota foram analisados diversos fragmentos importantes oferecidos pelas universidades, faculdades e centros universitários, como: Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), porcentagem de professores com mestrado ou doutorado, percepção do estudante sobre o curso e Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), que analisa como o aluno evoluiu ao comparar a nota do Enem com a do Enade.

O reitor da Unioeste, Alexandre Webber, ressaltou que o reconhecimento é resultado de trabalho e esforço de todos na instituição. “Isso mostra a dedicação dos nossos professores, acadêmicos e agentes universitários, é motivo de muito orgulho. E, mais do que isso, neste ano em que completamos 30 anos de reconhecimento, é um presente para a nossa comunidade”, afirmou.

No total, o MEC avaliou 24.144 cursos em 1.998 instituições. No Paraná foram 1.963 cursos de ensino superior em 145 instituições.

SISTEMA ESTADUAL – O Sistema Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná é um dos mais robustos de todo o Brasil. Ao todo as universidades estaduais reúnem mais de 90 mil estudantes, entre alunos de graduação de cursos tecnológicos, bacharelados e licenciatura; e de pós-graduação, em cursos de especialização e programas de mestrado e doutorado.

São mais de 380 cursos de graduação, mais de 300 cursos de especialização, mais de 190 cursos de mestrado e mais de 90 cursos de doutorado. Juntas, as instituições estaduais de ensino superior contam com aproximadamente 7.700 professores e 8.900 profissionais da carreira técnica-administrativa.

Fonte: AEN

Publicidade

Comente usando o Facebook

Publicidade
Continue Lendo
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Policial

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais Lidas