Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Uma luta da SOCIPAR/Itaipu libera recursos para estudos de viabilidade técnica de nova ponte entre Mato Grosso do Sul e Paraná

A empresa Itaipu Binacional anunciou que vai disponibilizar R$ 3.012.788 para realizar Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a construção de uma nova ponte sobre o Rio Paraná, ligando Mato Grosso do Sul ao estado do Paraná pela BR-376, entre Paranavaí e Taquarussu.

Ao todo, o custo da obra pode chegar a R$ 850 milhões, incluindo a construção da ponte e duplicação de 95 quilômetros da BR-376 no trecho paranaense e outros 30 quilômetros em pista simples de Mato Grosso do Sul.
Esta é uma reivindicação e uma grande luta da Socipar de Paranavaí, Sociedade Civil Organizada que conta com importantes lideranças municipais, entre elas, Ivo Pierin Junior,Demerval Silvrestre, Dr. Edilson Avelar, Dantes Ramos Junior e contam com a participação efetiva de lideranças regionais, estaduais e do âmbito federal.

Como é importante a união local e regional, com o apoio das lideranças políticas, empresariais, sindicais e comunitárias,prova disse são as conquistas já alcançadas como:A duplicação da rodovia BR-376, entre Nova Esperança e Paranavaí, a implantação do Curso de Direito na Unespar e a instalação da Reitoria da Unespar em Paranavaí e agora a liberação de recursos para estudos de viabilidade técnica de mais um sonho para a nossa região e cidades do Mato Grosso do Sul e concretizado a ponte vai se tornar o novo corredor de escoamento da produção agrícola entre os dois estados
As discussões para a construção começou no início de 2021, entre Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e diretoria da Itaipu. A expectativa é que a nova ponte amplie a atuação da empresa em território sul-mato-grossense.

Atualmente, o caminho entre Mato Grosso do Sul ao Porto de Paranaguá passa por duas Barragens [Primavera e Rosana] e estradas com congestionamentos.

Depois de finalizada, além de melhorar a qualidade do trajeto, o investimento vai economizar tempo nas viagens, que é feito atualmente através de Maringá, se tornando um novo corredor de transporte para o escoamento da produção agrícola entre os dois estados.
Agora, a Itaipu Binacional ficou responsável por formalizar o Convênio que proporcionar a execução do EVTEA, que permitirá o início das obras.

O orçamento ficou a encargo do governo do Paraná, que considerou as ligações rodoviárias necessárias em ambos os estados, além da ponte.
Duplicação de rodovias

Além da ponte, a rodovia BR-376 será duplicada, permitindo que os caminhões transitem por Porto São José, no município de São Pedro do Paraná, facilitando o transporte de mercadorias de Mato Grosso do Sul.

A ligação pela rodovia seguiria a partir de Paranavaí, que recebeu 33 quilômetros duplicados, com recursos acertados pelo Governo do Estado com a Concessionária que administra o trecho.
Com informações do Correio do Estado

Colaboração Ricardo Maia/Superintendente Geral de Apoio ao Municípios do PR

Marcos Franco/Engenheiro Agrônomo/Paranavaí

RoyNews

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
close button
Anuncie