Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Santa Casa recebe doação de 32 capacetes de oxigênio

A Santa Casa de Paranavaí foi contemplada com 32 Bolhas de Respiração Individual Controlada,descartáveis,conhecidas popularmente como capacetes de oxigênio. Trata-se de uma bolha impermeável de uso individual, com conexões respiratórias. Não é um ventilador nem respirador, trata-se de uma interface entre paciente e ventilador mecânico ou outro dispositivo gerador de fluxo e pressão. O equipamento utiliza Ventilação Não Invasiva que auxilia as equipes multidisciplinares de saúde no tratamento de pacientes com COVID-19, enquanto os leitos das UTIs são destinados aos pacientes em pior estágio da doença. 
Os capacetes foram adquiridos através de uma mobilização provocada pelo advogado e diretor da Santa Casa, Roberto Carlos de Almeida Silva. Ele conversou com empresários e postou em grupos de WhatsApp um apelo pela compra dos aparelhos que evitam a intubação de pacientes, diminui o esforço respiratório, melhora a saturação, expande o pulmão e promove o conforto respiratório, entre outros benefícios. “Fiz esta campanha não como diretor da Santa Casa. Mas como voluntário que sabe da importância e das dificuldades do hospital. Na verdade, só dei o start, a campanha é de todos e foi um sucesso graças a participação de vários empresários e voluntários, que se sensibilizaram com o assunto”, diz Almeida Silva.
A proposta do advogado era adquirir 20 capacetes, cada um avaliado em R$ 1.800,00. Depois de levantar os recursos, as negociações com o fornecedor foram encaminhadas pelo diretor-geral do hospital, Héracles Alencar Arrais, e pelo gerente financeiro Marcelo Cripa, que conseguiram um desconto, viabilizando a compra de 22 unidades. Além disso, com recursos da campanha Imuniza Paranavaí foram adquiridos outros dez.
A “descoberta” destes capacetes foi feita pela fisioterapeuta Jaqueline Longo Silva, que trabalha na UTI da Santa Casa e é filha de Almeida. Ela faz pós-graduação em Maringá e ouviu falar da bolha. “Ela e os demais profissionais que estão na linha de frente no combate ao Covid sentem na pele as dificuldades e, por isso começou a pesquisar sobre o assunto. Descobriu que os capacetes estavam sendo usados nos Estados Unidos, em países da Europa, em grandes hospitais do Brasil e na Santa Casa de Maringá, com efeito satisfatório, já que 60% dos pacientes que usaram a bolha não precisaram ser intubados”, conta o diretor. Ao tomar conhecido do capacete, ele começou a mobilização.
MAIS VANTAGENS – A utilização das bolhas nas UTIs no combate a Covid tem trazido várias vantagens. Para se ter uma ideia, uma intubação exige a presença de um médico, uma enfermeira, uma fisioterapeuta e um técnico de enfermagem. Já para instalação do capacete basta duas pessoas treinadas. Na intubação, além de equipe multiprofissional, são usados medicamentos para anestesiar o paciente e depois outros para mantê-lo sedado durante todo o período., com riscos de intercorrências e sequelas que exigirão uma recuperação posterior. Os medicamentos usados da fase inicial da intubação custa R$ 400,00, fora os da sedação posterior.
Outra vantagem é que a bolha evita a propagação do vírus nas instalações de tratamento. “Além de não ser invasivo, o capacete protege os profissionais do risco de contaminação, porque o vírus fica restrito ao capacete”, comenta Almeida.

Os capacetes foram formalmente entregues ao hospital por Almeida Silva na presença do presidente Renato Augusto Platz Guimarães, o gerente Cripa e a fisioterapeuta Jaqueline Longo. “Fiz a entrega porque os empresários não querem se identificar. Mas o mérito maior é deles”, disse o advogado.
Guimarães destacou a iniciativa do colega de diretoria. “O Roberto é um abnegado. Briga pela Santa Casa e para garantir um atendimento digno à população. Ele sabe das dificuldades do hospital e não mede esforços para ajudá-lo. Agradeço ao Roberto, a sua filha Jaqueline por se interessar pelo assunto, aos empresários que fizeram a doação e a ACIAP que fez a campanha Imuniza Paranavaí que também comprou capacetes. São iniciativas como esta que estimulam a nós diretores, os médicos e todos os funcionários da Santa Casa a continuar em frente, apesar de todos os desafios que temos que enfrentar e vencer diariamente”, salientou o presidente.

A Campanha para receber doações continua.
Ass. Santa Casa

RoyNews

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
close button
Anuncie