Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar

terça-feira, 13 de abril de 2021

Imuniza Paranavaí, veja quanto foi arrecadado até hoje

Segundo o presidente da Aciap, a conta da campanha Imuniza Paranavaí
está recebendo doações diariamente
A campanha Imuniza Paranavaí, criada para arrecadar recursos para a aquisição de vacinas contra a Covid-19 e agilizar a imunização da população local, continua recebendo depósitos diariamente. A revelação foi feita na manhã desta terça-feira (13) pelo presidente da Associação Comercial e empresarial de Paranavaí (ACIAP), Rafael Cargnin Filho, durante reunião ordinária da diretoria da entidade. “Temos recebido até algumas doações generosas”, disse ele.
O painel que contabiliza as doações confirma a informação. Durante a reunião, o total arrecadado, considerando o aporte de R$ 2,5 milhões pela Prefeitura, era de R$ 2.875.319,98. No meio da tarde já havia entrado mais R$ 400 e o total era de R$ 2.875.719,98.
Segundo o gerente executivo da ACIAP, Carlos Henrique (Kaká) Scarabelli, fornecedores da vacina Sputnik V, com os quais o prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes (Delegado KIQ) está mantendo contato e com os quais assinou contrato, informaram que o pedido de Paranavaí está no mesmo lote do de Curitiba e da Bahia. Das vacinas que estão sendo comercializadas, só a Sputnik não tem contrato de exclusividade com o Governo Federal.
Scarabelli avalia que o fato de a prefeitura e a sociedade já ter juntado quase R$ 3 milhões, mostra o interesse da cidade e, além disso, acredita que após a aprovação do imunizante russo pela Anvisa haverá o que chamou de “segundo tempo” das negociações. “A aprovação, que está em vias de acontecer, vai dar mais credibilidade a campanha. Têm pessoas ainda desconfiadas”, disse ele.

Paranavaí também está fazendo parte do consórcio de municípios para a aquisição de vacinas.
COE E HOSPITAL – Ainda em referência à pandemia, Scarabelli contou que a cidade e a ACIAP têm sido referência para outras cidades. “Muitos nos telefonam para saber como organizamos a campanha e como conseguimos algumas flexibilizações nos decretos restritivos”, informou ele.

De fato, Paranavaí tem saído na frente em relação a outras cidades do mesmo porte no que se refere a flexibilizações de algumas medidas. “A lamentar o fato de ainda não termos conseguido flexibilizar para a rede gastronômica. Os restaurantes são os que mais estão sofrendo”, apontou Scarabelli, que representa a ACIAP no COE que avalia os pedidos de flexibilizações.
Por sua vez, o vice-presidente de saúda da ACIAP, Héracles Alencar Arrais, que também é diretor geral da Santa Casa de Paranavaí, informou que a Ala Covid do hospital continua operando a maior parte do tempo com capacidade máxima. Revelou que, como em outras cidades, é também cada vez maior o número de jovens internados, inclusive na UTI e com necessidade de intubação.
Arrais diz que há uma grande preocupação financeira para a manutenção da Santa Casa. “Estamos administrando, mas na fase pós pandemia a gente não sabe o que vai acontecer”, alertou ele.
Ass.Aciap

RoyNews

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488
close button
Anuncie