Menu Right

Top Social Icons

Error

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Servidores receberam auxílio sem pedir e estão sendo acusados injustamente

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paranavaí (Sinserpar) lamentou, através de seu presidente Gabriel dos Santos Luiz, a divulgação de uma relação de funcionários da Prefeitura que teriam sido contemplados pelo Governo Federal com o auxílio emergencial de R$ 600. Isto porque houve servidores que recebeu automaticamente o dinheiro em sua conta bancária, mesmo não tendo requerido o benefício.
“Temos muitos servidores passando por extremas dificuldades. Temos servidor, com mais de 60 anos, que, por serem do grupo de risco, estão afastados. Em atividade e pelo trabalham que desenvolvem recebem um valor adicional referente a insalubridade. Afastado do trabalho, perderam o que era referente a insalubridade. E isto está fazendo falta. Tem servidor que já chegou ir a programa de rádio para pedir cesta básica. Então é uma situação difícil. Mas é criminosa as acusações que estão fazendo sem verificar se houve ou não má fé. Já temos conhecimento de casos em que o servidor não requereu o benefício. Mas recebeu automaticamente na sua conta”, explica Gabriel dos Santos.
Para ele, não é justo generalizar. “Uma parte da população sem reconhecer o trabalho feito nas escolas, nos postos de saúde, nas creches, enfim, nos serviços públicos, critica injustamente os servidores públicos. E agora, a divulgação indiscriminada destes nomes, vai macular ainda mais a imagem de muita gente honesta que sequer sabia que tinha sido contemplado. A divulgação só deveria ter acontecido após a apuração se houve má fé e por parte de quem. Considero criminosa a divulgação desta lista da forma como foi feita.
Na tarde desta sexta-feira, Gabriel dos Santos está entrando em contato com a Assistência Social do Município e Caixa Econômica Federal para tentar entender o que está acontecendo. “A apuração dos fatos vai mostrar que tem muita gente inocente. Não nego a possibilidade de ter havia fraude, mas tenho certeza que tem inocentes nesta história”, reforça o líder sindical.
Ass. Sinserpar

RoyNews

6 comentários

  1. Nada justifica essa vergonha dos funcionários que estão envolvidos,se tem funcionários afastados mas pelo menos eles tem um salário, enquanto milhões de brasileiros estão desempregados, é questão de princípios e consciência,se tem funcionários que receberam sem requerer eles que devolvam, o que aliás já deveria ter sido feito!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Não estou aqui protegendo ninguém. Mas não podemos julgar sem averiguar. Tem pessoas usando de má fé sim. Mas teve um relato de uma pessoa conhecida minha de que uma amiga dela, que está morando em Portugal e tem conta na caixa econômica, e nem fez cadastro, fizeram deposito na conta dela automaticamente, e aí.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. só resolveram devolver agora que lista saiu? Se não saisse nem iamos saber? E isso que ficamos preocupados. Já estão recebendo segunda parcela e não viram esse dinheiro na conta. Eu só queria entender.

    ResponderExcluir

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488