Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

quinta-feira, 2 de abril de 2020

'Fogo invisível' queima a mão de jornalista que usou álcool em gel

Um jornalista sofreu queimaduras em uma das mãos após utilizar álcool em gel em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Em entrevista ao G1, Alexandre Valdivia, de 46 anos, conta que o acidente aconteceu no último domingo (29), quando ele chegou do trabalho. O jornalista relata que foi cozinhar e não percebeu que a mão foi queimada. "Foi tão rápido e o fogo é invisível. Só percebi o que aconteceu quando vi a mão avermelhada", declara.
Valdivia conta que chegou em casa e seguiu os passos para higienizar as mãos. "Cheguei, tirei o tênis, lavei as mãos e passei o álcool em gel, aquilo que faço todos os dias", relata o jornalista, comentando a rotina após pandemia.
Segundo o Ministério da Saúde, o uso de álcool gel é uma medida eficaz para higienização das mãos, mas, deve ser considerada uma segunda opção somente para ocasiões em que não é possível lavar as mãos com água e sabão.
Depois de passar o álcool em gel, o jornalista conta que não imaginava que um acidente poderia acontecer. "Fui esquentar comida normalmente, porque a gente não imagina na hora", explica.
O jornalista só percebeu depois que o fogo causado pelo álcool é invisível. "Minha mão estava queimando e eu nem vi, é muito rápido", diz. Depois do ocorrido, ele procurou uma dermatologista conhecida para questionar, e confirmou que a queimadura foi causada pelo uso do álcool e aproximação do fogo em seguida.
"Cuidei da minha mão, mas não foi nada grave, ainda bem. Foi uma queimadura bem simples, mas agora fica o alerta. Uso a mesma quantidade de álcool em gel para me proteger, mas com mais atenção", finaliza Valdivia.
RoyNews Por G1 Santos

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488