Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

quinta-feira, 12 de março de 2020

Autor de 21 anos se apresenta na Delegacia de Paranavaí com advogada, e confessa o crime

Na manhã desta quinta-feira(12) o autor do homicídio do jovem Felipe Cabral da Silva,20 anos, se apresentou com sua advogada na Delegacia de Policia.

A Policia Civil já suspeitava do autor e os investigadores estavam a procura do mesmo, e ele sabendo que a Policia estava a sua procura, contratou uma advogada e foi apresentando na manhã de hoje na Delegacia de Policia Civil de Paranavaí.
O Autor foi ouvido na frente de sua advogada, confessou o crime, porém em razão da gravidade dos fatos,os detalhes e a maneira como ocorreu o crime, o autor não quis se pronunciar mais, dizendo que só vai contar os detalhes somente em juízo, porque segundo ele, não tem condições psicológicas para relatar como aconteceu o crime.
O Autor, de 21 anos, é morador também do Jardim Morumbi, confessou o crime, disse que foi ele mesmo matou Felipe, utilizando a faca, porém ele voltou a dizer que não relatou detalhes por estar muito abalado emocionalmente, arrependido pelo crime que cometeu e foi orientado pela sua advogada para falar somente em juízo.
A Policia Civil acredita que foi um crime passional em razão de  um eventual relacionamento da sua ex namorada com a vitima,que causou ciumes no autor que praticou este crime trágico, mas segundo o delegado chefe da 8ª SDP, Dr. Luis Carlos Manica vai aprofundar nas investigações para confirmar se realmente foi este o motivo.
Dr. Manica disse a reportagem de RoyNews que o foco agora da Policia é o mais rápido possível dar uma satisfação para a Família que é: Terminar a investigação o quanto antes, e que vai depender do laudo da necrópsia, da pericia técnica da faca e da moto, para concretizar a investigação e encaminhar para o Fórum o pedido de prisão do autor, o que o delegado acredita que o poder judiciário vai conceder imediatamente, e na sequência prender o autor.
Dr. Manica esclarece que o autor não foi preso hoje porque a "Lei determina que quando o autor se apresenta à autoridade policial acompanhado  com seu  advogado, por  impedimento legal, ele não pode ficar preso.
O Delegado afirmou ainda que, o autor se apresentou, "mas nós não temos como manter o mesmo preso, porque a Lei no Brasil, assim determina, mas nós estamos dando prioridade no caso para que em questão de dias seja concedido o pedido de prisão, para que o autor responda o grave crime que ele cometeu, preso na cadeia pública de Paranavaí e isso é o minimo que a Policia pode fazer para dar uma resposta rápida para a sociedade e especialmente para a Família.

Fonte RoyNews


8 comentários

  1. Isso é uma cúmulo a pessoa confessou o crime e não ficou preso.. Que lei é essa misericórdia

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus é vd q lei do cao! Tinha q ter ficado preso esse capetaa...

    ResponderExcluir
  3. Fazer oque, só resta esperar pois o delegado está fazendo um excelente trabalho, mas a lei no papel o impede de ir além doque ,a lei determina justiça será feita eu creio bom trabalho DR.

    ResponderExcluir
  4. Que falta faz o pacote anticrime não ser aprovado

    ResponderExcluir
  5. Vou falar uma coisa. Bora dia 15 pra rua. Mudanças radicais já. Um ser desse tinha é que ser enforcado em praça pública.

    ResponderExcluir
  6. Essa lei do capeta só favorece bandidos.Tinha que enforcar uma desgraça dessa no meio do povo.lixo do capeta.

    ResponderExcluir
  7. Mais uma desgraça para o brasileiro de bem e que trabalha sustentar na prisão.isso se esse vagabundo for preso o que é bem provável de não ser. E ser for ainda temos que pagar auxílio reclusão pra um desgraçado desse enquanto tem um monte de pessoas do bem que não consegue se aposentarpor leis desses políticos malditos.

    ResponderExcluir

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488