Menu Right

Top Social Icons

Error

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Hospitais não são contra benefícios, mas governo deve dizer como será financiado

A Santa Casa de Paranavaí é um dos hospitais filantrópicos paranaenses que está questionando de onde sairão os recursos para financiar benefícios que estão para ser concedidos a profissionais de saúde. 
“Não somos contra os benefícios, de forma alguma. São servidores competentes, essenciais num hospital e que merecem os benefícios. Mas temos que ter responsabilidade. E os benefícios que estão previstos em projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional, se concedidos sem apontar como será financiado, vão provocar o fechamento de hospitais”, disse o diretor da Santa Casa, Héracles Alencar Arrais.
A Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa) promoveu um encontro com a bancada paranaense na Câmara dos Deputados para tratar do assunto. Dos 65 hospitais filiados à Federação, 35 estiveram representados. Arrais participou do encontro como representante de hospital filiado e como conselheiro do Conselho Fiscal da Federação.
Cerca de 20 deputados (dos 30 que compõem a bancada) compareceram ao café da manhã, realizado nas instalações da própria Câmara, na quarta-feira da semana passada, dia 23. A direção da Femipa e da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB), que está organizando o contato entre as federações e as bancadas estaduais, apresentaram aos parlamentares os impactos para os hospitais de alguns projetos de lei que estão em tramitação na Casa.
São projetos que reduzem jornada de trabalho, que estabelecem pisos salariais, exigência de contratação de novos profissionais com jornada reduzida de trabalho e criação de novos setores e cargos em hospitais. “Os projetos de lei em questão são justos. Mas os hospitais, pelo atual sistema de financiamento do SUS, não suportam mais esta demanda”, diz Arrais. 
“É preciso deixar claro que não fomos a Brasília se posicionar contra estes benefícios. Mas mostrar que junto com a aprovação destes projetos é preciso definir de onde sairão os recursos para sua implementação”, finalizou ele.

Fonte RoyNews/Ass.Santa Casa

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488