Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

domingo, 23 de junho de 2019

Brasil joga com raça, mas acaba eliminado pela França na prorrogação

         Foto - Gazeta do Povo- Frank Fifi/AFF

O Brasil perdeu para a", na França, pelas oitavas de final da Copa do Mundo feminina de 2019 e está eliminado no primeiro mata-mata do torneio. A seleção, guiada por Marta e Cristiane, se superou dentro de campo e e conseguiu levar o confronto com as donas da casa e favoritas à conquista da competição para a prorrogação, mas caíram no segundo tempo do período extra com um gol marcado por Henry. Antes, Gauvin havia aberto o placar para a França e Thaísa empatado a partida, ambos os gols na segunda etapa. As francesas, agora, esperam quem vencer no confronto entre Estados Unidos x Espanha.
Em um primeiro tempo movimentado, as francesas começaram melhores e chegaram a balançar as redes aos 22 minutos, com Gauvin ganhando dividida da goleira Bárbara. Depois de rever o lance no VAR, entretanto, a árbitra observou um toque da bola no braço da atacante e anulou o gol da França.
Depois do lance, o Brasil melhorou; encaixou a marcação na defesa e conseguiu oferecer perigo, apostando nas individualidades de Marta e Cristiane. A camisa 11 teve a melhor chance do jogo aos 43 minutos, quando invadiu a área pela esquerda e obrigou a goleira Bouhaddi a fazer boa defesa com o pé esquerdo.
Na segunda etapa, Gauvin abriu o placar aos sete minutos, empurrando de carrinho um cruzamento rasteiro que veio dos pés de Diani, pela direita. Mas as brasileiras mostraram imediatamente que o jogo não estava definido; dois minutos depois, Cristiane cabeceou cruzamento de Marta e acertou o travessão, assustando as donas da casa. No entanto, aos 17 da etapa final, Debinha foi lançada pela esquerda e tentou cruzar para Cristiane, mas a zaga cortou. No rebote, Thaísa chegou batendo com a canhota, no canto de BouhaddA auxiliar havia marcado impedimento de Debinha mas o VAR corrigiu a marcação. O 1 a 1 levou a partida das oitavas para a prorrogação, onde a vaga foi definida. No último minuto do primeiro tempo, Debinha recebeu de Geyse e, na cara de Bouhaddi, conseguiu tocar por baixo da goleira, mas viu a zagueira Bathy tirar o gol brasileiro em cima da linha. O castigo veio no minuto inicial do segundo tempo, com Majri batendo falta pela direita e Henry, livre na pequena área, só escorando para o gol.
Extenuadas durante a prorrogação, as brasileiras não chegaram perto de ameaçar o gol brasileiro atrás do empate. Um time desorganizado, com Marta longe do gol, perdeu Cristiane lesionada no tempo extra e acabou caindo frente a uma equipe melhor e mais bem preparada. Em sua segunda Copa do Mundo, o treinador Vadão chega a sua segunda eliminação nas oitavas de final; em 2015, para a Austrália e, agora, para a França.

RoyNews- Fonte EL País

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488