Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Agentes de Saúde e de Endemias decidem nesta quarta-feira se aderem à greve geral

“Revoltados com o descaso da Administração Municipal em relação ao pagamento do piso nacional à categoria”, segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paranavaí (Sinserpar), Gabriel dos Santos Luiz, agentes Comunitários de Saúde e de Combate à Endemias vão à Assembleia nesta quarta-feira, dia 12, para decidir a participação da categoria nas manifestações da próxima sexta-feira (14), quando está sendo convocada, em nível nacional, uma greve geral de protesto contra a reforma da Previdência Social.
O assunto vem sendo tratado com cautela no Sindicato, já que, em 2013, uma greve, sem base legal, prejudicou servidores da Secretaria Municipal de Saúde. Para esta greve geral, o Sinserpar entende que, embora o apelo seja justo, somente as duas categorias de agentes teriam condições legais de paralisar suas atividades sem ser penalizado pelo movimento paredista.
A Assembleia será realizada na sede do Sinserpar e terá início às 18 horas. Santos está otimista em relação a uma grande participação dos agentes. “Eles estão insatisfeitos, revoltados, pelo não cumprimento de uma lei federal”, explica ele. Os agentes de Saúde e Endemias aguardam há vários meses pelo pagamento do piso nacional da categoria. 
“Outras categorias, como a dos professores, têm um piso nacional que é respeitado pela Administração Municipal. Por isso eles têm esperança de que também serão remunerados com base no piso. Como nada aconteceu até agora, estão bastante chateados, revoltados mesmo”, complementa. Além disso, houve alteração na carga horária dos servidores, o que aumentou a insatisfação.
Gabriel diz que a greve marcada para a próxima sexta-feira é de 24 horas. Mas admite que não dá para prever como vai ficar a situação dos agentes se eles optarem por cruzar os braços. Isto porque, neste caso, eles não estariam protestando somente contra a reforma da Previdência, mas também pelo não pagamento do piso nacional. “Se eles optarem pela greve, é imprevisível se ela será só por 24 horas ou terá continuidade nos dias seguintes”.
Em Paranavaí, sindicatos de trabalhadores, movimentos populares e estudantes programam para esta sexta-feira um grande ato público no centro da cidade. A concentração será em frente ao Banco do Brasil, de onde os manifestantes sairão em passeata pelas ruas centrais da cidade. Os servidores municipais, que participarem do movimento, devem seguir em passeata até a Paranavaí Previdência, o instituto de previdência social da categoria.

Fonte- RoyNews- Ass.Sinserpar

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488