Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

domingo, 2 de dezembro de 2018

Sociedade civil debate permanência da reitoria da Unespar em Paranavaí


A instalação da reitoria da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) em Paranavaí foi uma conquista da sociedade. Resultou da luta e do empenho de prefeitos, vereadores e lideranças de toda a região Noroeste. 
A avaliação foi feita por Demerval Silvestre, coordenador da Sociedade Civil Organizada, que está convidando a população para participar da reunião a ser realizada nesta segunda-feira (3), na sede do Sindicato Rural de Paranavaí, às 9 horas.
Silvestre teme que a decisão do prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes, de pedir a devolução do prédio onde a reitoria da Unespar funciona provisoriamente, resulte na transferência da estrutura para outro município.



Por isso, a intenção é reunir representantes de diferentes segmentos da sociedade e tentar encontrar soluções. “Queremos saber o posicionamento do reitor [Antônio Carlos Aleixo] e ouvir a comunidade. Vamos fazer o possível para que fique em Paranavaí.”
O coordenador da Sociedade Civil Organizada afirmou que a reitoria é um mecanismo de desenvolvimento para toda a região. Um dos motivos apresentados por ele é a integração ainda mais efetiva entre a universidade e a comunidade.


Silvestre citou o papel decisivo da equipe da reitoria na conquista do curso de Direito para o campus da Unespar em Paranavaí. O projeto de duplicação da BR-376, entre Paranavaí e Taquarussu (MS), também conta com a participação da universidade.
DEVOLUÇÃO - No dia 12 de novembro, a Prefeitura de Paranavaí enviou ofício à reitoria da Unespar solicitando a devolução do prédio. O imóvel pertence à Administração Municipal e foi cedido, em caráter provisório, durante a gestão de Rogério Lorenzetti.



O documento explica que o pedido se baseia na necessidade de otimizar recursos humanos e financeiros, já que o momento econômico de recessão tem afetado diretamente a arrecadação dos cofres públicos municipais.
A solicitação de devolução impôs o prazo de 90 dias e apresentou sugestão de novo local para o funcionamento da reitoria da Unespar, no piso superior da atual Receita Federal, na Rua Manoel Ribas, com área disponível de 270 metros quadrados.



PERMANÊNCIA – Recentemente, Aleixo se manifestou dizendo que a reitoria ficará em Paranavaí. “Estamos procurando um espaço para locação até que consigamos ter nossa sede própria”, destacou o reitor da Unespar.
De acordo com Demerval Silvestre, a Sociedade Civil Organizada também está à procura de alternativas para abrigar a estrutura da reitoria, da mesma maneira como aconteceu durante o processo que definiu Paranavaí como município-sede.


Ele manifestou preocupação com a mobilização que a comunidade de Campo Mourão e região está fazendo no sentido de levar a reitoria para lá. Existe, inclusive, um projeto de lei, ainda em tramitação, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).



DESAPROVA – O coordenador da Sociedade Civil Organizada disse que o pedido de devolução do prédio “é uma atitude lamentável”. E continuou: “A maneira como o pedido foi feito não é correta. Precisava usar o critério do bom senso”.
Na avaliação de Silvestre, o ofício encaminhado pela Administração Municipal à reitoria da Unespar representa “desprezo por tudo o que foi feito antes”.



PREFEITURA – Em nota a Secretaria de Comunicação Social destaca a importância da reitoria para Paranavaí. “A vinda da reitoria foi uma grande conquista e que deve ser mantida.”
O texto diz, ainda, que “o município se põe à disposição da Unespar para negocia a doação de um terreno para que a universidade construa uma sede da reitoria. Ou até ajudar na escolha de um imóvel estadual”.
PROVISÓRIA – Demerval Silvestre relembrou dos termos da negociação que resultou na cessão do prédio para o funcionamento da reitoria, em caráter provisório. A parceria também garantiu a alocação de servidores municipais.



O empréstimo seria mantido até que Paranavaí contasse com o Centro Cívico, para onde iria a estrutura do Fórum. O prédio vazio, então, poderia ser utilizado pela reitoria. Sem a construção do Centro Cívico, as mudanças não foram possíveis.


Fonte- RoyNews/Diário do Noroeste.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488