Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar
PARANAVAÍ Previsão do Tempo

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Apenas 21 anos de idade e já com três homicidios: jovem de Paranavaí é preso pela Policia Civil

Jovem, apenas 21 anos. Esse é o perfil de um preso pela Polícia Civil após investigações, suspeito de ser autor de três homicídios em Paranavaí. Um caso já está solucionado. 
No episódio resolvido, o rapaz e um menino de apenas 13 anos são apontados como executores de um adolescente de 15 anos, atingido por 71 facadas, a maioria na região do tórax.

O delegado Luiz Carlos Mânica, chefe da 8ª Subdivisão Policial de Paranavaí, confirmou ontem, a prisão do rapaz. Além dele, o segundo envolvido (menino de 13 anos) já está internado no Cense (Centro de Socioeducação), onde deve permanecer pelo período máximo de três anos, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente. 
O assassinato, cuja autoria a eles é atribuída, aconteceu dia 13 de maio deste ano, na Vila Operária. Repercutiu pelo fato de o adolescente ter sido esfaqueado inúmeras vezes. O corpo foi parcialmente queimado, quando o jovem já estava morto.
O crime é caracterizado como homicídio triplamente qualificado. Dentre os agravantes, motivo fútil, meio cruel mediante emboscada e destruição de cadáver. A pena prevista é de 12 a 30 anos de cadeia.
Mânica detalha que o rapaz de 21 anos é investigado também por outro crime bárbaro, ocorrido no primeiro semestre. Em abril, portanto, um mês antes, o corpo da vítima foi encontrado com 15 facadas, mesma forma de agir do crime descrito acima. 

O assassinato teria sido cometido por ele, em companhia de outro jovem investigado. Já o terceiro crime imputado ao jovem de 21 anos foi cometido em 2017. 
O PREÇO DA VIDA: R$ 160,00 - O caso do jovem de 15 anos que levou 71 facadas e teve o corpo queimado mediante ironias e demonstrações de orgulho pelo bárbaro assassinato, é ainda mais chocante.
As investigações apontaram que a vítima devia R$ 160,00 em drogas. Pagou com a vida, como prevê a lógica no submundo do tráfico. 
A Vila Operária ficou marcada no primeiro semestre de 2018 por muitos desses casos de violência, sempre relacionados com o tráfico de drogas ou disputa entre grupos rivais.

Fonte- Diario do Noroeste.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488