Menu Right

Top Social Icons

Slider Area 1

Slider Area 2

Slider Area 3

Responsive Full Width Ad

Left Sidebar
Left Sidebar
Featured News
Right Sidebar
Right Sidebar

Paranavaí

Polícia

Notícias Recentes

Saúde

Esporte

Estadual

Social

Cultura

Região

Eleições 2018

Empregos

Geral

PARANAVAÍ Previsão do Tempo

quinta-feira, 9 de julho de 2020

Ótima noticia- Duas altas e nenhuma internação na Ala Covid da Santa Casa nas ultimas 24 horas

Boletim da Santa Casa desta quinta-feira(9) com duas altas, nenhuma internação e cai para nove o número de pacientes  internados
Caiu de 11 para 9 o número de internados na Ala Covid da Santa Casa de Paranavaí nas últimas 24 horas. Resultado de duas altas domiciliares e nenhuma internação neste período. Além disso, a Direção Técnica do hospital registrou a transferência de um paciente da enfermaria para a UTI e outro que fez caminho inverso.
Receberam alta:

Mulher, 58 anos, com hipertensão e diabetes, de Nova Londrina. Foi internada no sábado passado em leito de UTI, teve melhora, recebeu alta para enfermaria e agora vai cumprir isolamento em casa, já que testou positivo para a Covid.

Mulher, 78 anos, sem comorbidades, de Paranavaí. Ela havia testado negativo e houve melhora em seu quadro. Estava internada desde o último sábado.
Foi transferido da enfermaria para a UTI, pois houve piora no quadro clínico, homem de 49 anos, de Paranavaí e sem comorbidades. Foi internado no último sábado e está recebendo suporte de oxigênio por cateter nasal. Deu negativo o resultado de seu exame para a Covid.

E foi transferido da UTI para a enfermaria um homem de 37 anos, de Loanda, sem comorbidades. Ele foi internado na sexta-feira passada. Testou positivo para a Covid. Agora seu quadro é estável e respira espontaneamente.
Os nove pacientes internados na Ala Covid estão assim distribuídos:

Na UTI: 07

Na enfermaria: 02

Sendo

Confirmados: 07

Suspeitos: 01

Descartados: 01

Distribuição por Regionais de Saúde

11ª Regional de Saúde – Campo Mourão: 03 (03 UTI)

14ª Regional de Saúde – Paranavaí: 06 (04 UTI e 02 Enfermaria)

O presente boletim refere-se ao período de 24 horas encerrado às 10 horas da data do boletim.

Obs. Os casos de Covid-19 (confirmados e suspeitos) registrados neste boletim referem-se exclusivamente aos internamentos na Santa Casa, que atende os 28 municípios da Amunpar.

Médica Infectologista Responsável: Dra. Gislaine Rogéria Erédia Araújo
Ass Santa Casa
RoyNews

Sanepar realiza desinfecção em dependências e locais públicos de Paranavaí

A Sanepar de Paranavaí organizou um cronograma de desinfecção de dependências e locais públicos na cidade na manhã desta quinta-feira(9).

08h00 Ginásio de Esportes Noroestão.
09h00 Centro Esportivo Jardim Simone
09h30 Centro Esportivo Vila Operária
10h10 Praça Espanha
11h10 Centro Esportivo Morumbi.

Veja video(Sampaio Noticias) e Fotos(Sanepar) 
Colaboração Sampaio Noticias

Fonte- Sanepar

RoyNews

Mega Feirão derruba preço de colchão terapêutico à R$1.999 em até 10 x sem juros de R$199

A qualidade de sono já faz parte da rotina de milhares de pessoas que trocaram o colchão convencional por um modelo terapêutico Jupper Mag. A indústria referência nesse assunto no Brasil, e a Power Life chega com o 1º Mega Feirão de Fábrica de Paranavaí.. A ação é inédita e imperdível! A maior do ano derrubando os valores.
Para dormir como nunca, aproveite o Feirão que esta acontecendo na avenida Paraná ao lado das Casas Loanda no centro de Paranavaí. Você vai levar para a casa um modelo terapêutico de casal, com infravermelho longo, sistema térmico, massagem e energia quântica por apenas 10 parcelinhas de R$199.00 no cartão.
Tecnologia Power Life,Ufir, Rabatan-Hi-Tech-Vibromassagens com 10 anos de garantia.

Oportunidade unica para você trocar de colchão- Avenida Paraná, centro de Paranavaí, ao lado das Casas Loanda.
RoyNews


Contas de 2018: Prefeito de Guairaçá é multado em R$ 22,4 mil

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) emitiu Parecer Prévio pela desaprovação das contas de 2018 do Município de Guairaçá (Noroeste do Estado), de responsabilidade do prefeito, Elson da Silva Greb (gestão 2017-2020). O gestor municipal recebeu seis multas pelas falhas na Prestação de Contas Anual (PCA), totalizando R$ 22.400,70, mas recorreu da decisão.
Os membros da Segunda Câmara da Corte votaram pela desaprovação devido a cinco irregularidades na PCA: a falta de conteúdos mínimos prescritos pelo Tribunal no Relatório do Controle Interno; o déficit orçamentário de fontes não vinculadas a programas, convênios, operações de crédito e regime próprio de previdência social (RPPS); a ausência de encaminhamento do Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP), emitido pelo então Ministério da Previdência Social; a falta de pagamento de aportes para a cobertura do déficit atuarial do RPPS na forma apurada no laudo atuarial; e a ausência da redução de um terço das despesas com pessoal em razão de o município ter extrapolando o limite com gastos nessa área.
Em 2018, Guairaçá registrou déficit de R$ 1.056,761,66, equivalente a 5,7% das fontes livres - superando o percentual tolerado pela jurisprudência do TCE-PR, que é de 5%. Naquele ano, o município deixou de repassar R$ 334.844,35 para cobrir o déficit atuarial de seu fundo previdenciário. Em relação ao gasto com pessoal, a administração não conseguiu reduzir, em pelo menos um terço, até abril de 2018, o percentual excedente do limite de gasto com pessoal apurado em agosto de 2017 - que atingiu 57,67% da receita corrente líquida -, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000).
A Coordenadoria de Gestão Municipal (CGM) do TCE-PR e o Ministério Público de Contas (MPC-PR) se manifestaram pela emissão de parecer propondo a desaprovação das contas do município, com aplicação de multas ao prefeito. Esse foi o mesmo entendimento adotado pelo relator do processo, conselheiro Ivens Linhares.
As sanções aplicadas a Elson Greb estão previstas no artigo 87, incisos I e IV, da Lei Orgânica do TCE-PR (Lei Complementar Estadual nº 113/2005). Elas correspondem a 210 vezes o valor da Unidade Padrão Fiscal do Estado do Paraná (UPF-PR). Esse indexador, que tem atualização mensal, valia R$ 106,67 em maio, quando o processo foi julgado.
Os demais membros da Segunda Câmara acompanharam o voto do relator, por unanimidade, na sessão plenária virtual nº 2, concluída em 28 de maio. Em 10 de junho, o prefeito Elson Greb ingressou com Recurso de Revista da decisão expressa no Acórdão de Parecer Prévio nº 137/20 - Segunda Câmara, veiculado no dia 5 daquele mês, na edição nº 2.313 do Diário Eletrônico do TCE-PR (DETC). Com relatoria do conselheiro Fernando Guimarães, o recurso (Processo nº 369611/20) será julgado pelo Tribunal Pleno e, enquanto o processo tramita, fica suspensa a execução das multas aplicadas na decisão original.
Após o trânsito em julgado do processo, o Parecer Prévio do TCE-PR será encaminhado à Câmara Municipal de Guairaçá. A legislação determina que cabe aos vereadores o julgamento das contas do chefe do Poder Executivo municipal. Para desconsiderar a decisão do Tribunal expressa no parecer técnico, são necessários dois terços dos votos dos parlamentares.
Serviço

Processo nº: 208111/19

Acórdão de Parecer Prévio nº: 

137/20 - Segunda Câmara

Assunto: Prestação de Contas do Prefeito Municipal

Entidade: Município de Guairaçá

Interessado: Elson da Silva Greb

Relator: Conselheiro Ivens Zschoerper Linhares

Autor: Diretoria de Comunicação Social

Fonte: TCE/PR

RoyNews

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Plano para recuperação econômica é lançado em Paranavaí Trabalho começa com a construção de força-tarefa envolvendo instituições locais

Para acelerar a retomada e a recuperação das atividades econômicas de Paranavaí, afetadas pela pandemia do coronavírus, foi apresentado em evento online, nesta quarta-feira (8), o “Paranavaí 5.0 – Evoluindo Juntos”. O programa, iniciativa da Prefeitura de Paranavaí, conta com a parceria e o suporte técnico do Sebrae/PR, idealizador da solução.
O programa terá duração de seis meses, baseado na articulação institucional, na integração de iniciativas, na adoção de perspectivas de curto, médio e longo prazos e no foco na proteção e retomada do emprego e geração de renda.
A primeira fase contempla a construção de uma força-tarefa sob orientação do Sebrae/PR, envolvendo instituições, associações, universidades e empresas. Esse trabalho começa imediatamente, com a sensibilização para as parcerias. Depois, com dados oficiais e pesquisas, será constituída uma base para diagnóstico da economia. Também está previsto plano de comunicação para a comunidade receber informações diretas e seguras. Por fim, o plano, com a definição das ações, será estruturado, executado e monitorado.
O gerente regional do Sebrae/PR, Wendell Gussoni, destaca que os setores do comércio, de serviços e industrial serão beneficiados com medidas práticas.

“Estabeleceremos uma governança determinada em trabalhar no levantamento de informações e no processo de decisão junto ao governo municipal. Para a retomada factível, haverá busca por recursos dentro e fora da cidade, projetos com as empresas, além de propostas que alterem legislações se necessárias”, explica Gussoni.
Um dos aspectos que serão trabalhados no programa e destacado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico de Paranavaí, Carlos Emanuel Rodrigues, visa à transformação digital das empresas, contribuindo para a retenção de riquezas.

“O trabalho voltado para a transformação digital, com a adoção de novos mecanismos de venda, de novos modelos de negócios, e para a mudança no comportamento do consumidor local, que por vezes acaba comprando fora, ajudará a reaquecer a economia”, pontua Rodrigues.
O “Paranavaí 5.0” surgiu a partir de uma proposta da ACIAP à prefeitura, após uma pesquisa dos técnicos da associação sobre ações que poderiam amenizar
Ass.Sebrae
RoyNews

Covid-19 Paranavaí- Sete novos casos confirmados e todos cumprindo isolamento domiciliar

Nas últimas 24 horas, sete novos casos de Covid-19 foram confirmados em Paranavaí, um através de laudo do LACEN, cinco por Teste Rápido e um por exame de PCR ultrassensível particular. Os pacientes confirmados são quatro homens de 34, 39, 47 e 48 anos, e três mulheres de 39 (duas com a mesma idade) e 63 anos. Todas as pessoas confirmadas hoje estão cumprindo isolamento domiciliar e sendo monitoradas pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde.
Com os novos resultados de exames de hoje, subiu para 359 o número de casos confirmados de Covid-19 em Paranavaí. Deste total, 285 pessoas já estão recuperadas. Elas foram positivadas, mas já passaram dos 14 dias de início dos sintomas e estão fora do período de transmissão da doença.
Considerando os 8 óbitos registrados na cidade desde o início da pandemia, Paranavaí tem hoje 66 pessoas positivadas e com o vírus ativo, uma delas internada na UTI da ala Covid da Santa Casa – uma mulher de 70 anos. As outras 65 pessoas estão cumprindo isolamento domiciliar e sendo monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde.
Agora são 94 pessoas suspeitas (testadas e aguardando resultados de exames). Uma delas está internada na Enfermaria da ala Covid da Santa Casa – um homem de 80 anos. As outras 93 suspeitas estão cumprindo isolamento domiciliar e sendo monitoradas pela Secretaria Municipal de Saúde.

E o número de casos descartados (testados negativos) aumentou para 2.009 nas últimas 24 horas.
Ass.Pref
RoyNews

Covid-19-Curva de contágio continua achatada, mas não é hora de relaxar, diz Dr. Jorge Pelisson

Pelisson diz que é possível que a região já tenha passado pelo

pico da pandemia. Mas adverte que pode ter uma segunda onda
A Ala Covid da Santa Casa de Paranavaí completou esta semana três meses de atividade, período em que recebeu cerca de 170 pacientes, inclusive os sete que, recentemente, vieram de outras regionais de saúde. Destes, 60 foram para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e os demais tratados na enfermaria. As altas chegaram a quase 130. Houve 15 óbitos de pacientes que positivaram para o coronavírus e os exames de outros 17 falecidos descartaram a doença.

Do total de internados no setor especializado da Santa Casa, que tem 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria, praticamente a metade dos pacientes confirmou que haviam contraído o novo coronavírus.
Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) mostra que nos municípios da 14ª Regional de Saúde em que a Santa Casa é referência para a Covid, foram registrados no período 583 casos positivos, com 335 recuperados e 16 óbitos.

Os números atuais da SESA colocam a 14ª RS em 12º lugar no coeficiente de incidência com 211 casos confirmados por 100 mil habitantes e em 9º lugar no ranking de óbitos, 5,8 por 100 mil habitantes. As duas posições estão abaixo da média nacional e estadual.
“Os números mostram que estamos conseguindo manter a curva de contágio achatada”, diz o diretor técnico da Santa Casa de Paranavaí, o cirurgião Jorge Pelisson, referindo-se ao fato de que o número de pacientes que necessitam de serviços hospitalares está abaixo da capacidade do hospital. “Mas não é hora de relaxar. Sempre há o risco de os números aumentarem, de vir uma segunda onda”, alerta o médico.

Por isso, sublinha ele, os cuidados amplamente divulgados, como o uso de máscaras, o distanciamento social e lavagem das mãos com sabão ou usar álcool 70º para higienizá-las com frequência, “continuam sendo essenciais para manter a curva de contágio achatada”.
A Ala Covid tem passado por momentos de relativa calmaria alternando com outros tensos. No ranking de casos confirmados e óbitos por 100 mil pessoas, a 14ª Regional de Saúde ficou em primeiro lugar por várias semanas e a taxa de ocupação dos leitos chegou a quase 70%. No dia 28 de abril foi registrado a maior taxa de ocupação: 19 internados. Final de abril e o mês de maio foi o período mais tenso, com mais internados. Na sequência, os números começaram a baixar e chegou a ter dois pacientes e algumas semanas sem óbitos. No entanto, desde a última semana do mês passado os números voltaram a preocupar e a UTI chegou a 90% de ocupação, índice que começou a cair novamente. “Mas o momento ainda é tenso”, revela Pelisson.
PICO DA PANDEMIA – Um surto num frigorífico de aves em Paranavaí pode ter antecipado os casos de Covid e a região já ter passado o pico da pandemia. “Na nossa região, a disseminação da doença começou mais cedo. Logo é natural que a epidemia termine mais cedo. Estamos atravessando esta pandemia com certa tranquilidade, porque aqui tudo foi feito certinho. A Secretaria Municipal de Saúde tomou as providências que eram da alçada dela e a Santa Casa se preparou em tempo recorde para atender esta demanda”, aponta o diretor técnico do hospital.
Se, por um lado, Pelisson acredita que o Paraná atingiu o pico da pandemia e a região já pode estar até na tendência de queda, de outro lado, ele se angustia com a possibilidade de se perder tudo o que foi feito até agora. “As pessoas estão ficando fadigada com o regimento de isolamento e distanciamento social. “É perceptível que há uma angústia no meio da sociedade com esta realidade. E alguns parecem que querem desafiar o vírus. E isto é muito perigoso e pode desencadear uma nova onda. Aí podemos nos complicar”, adverte o médico.

Além de reforçar os cuidados básicos (máscaras, distanciamento social e higiene das mãos) para manter a curva de contágio achatada, o médico lembra as notícias nacionais que apontam que muitas pessoas começaram a fazer ou frequentar festas. “Nas festas é pior ainda. As pessoas não usam máscaras para poder beber e comer. E falam alto por causa do barulho. Ao falar alto jogam gotículas de salivas a longa distância. Se estiver contaminado, dissemina a doença rapidamente”, arremata Jorge Pelisson.
Box

Infectologista fala em falsa
sensação de segurança
Médica responsável pela Ala Covid da Santa Casa, a infectologista Gislaine Erédia Araújo concorda que Paranavaí pode já ter passado pelo pico da pandemia, mas faz um alerta: os municípios da região mais distante, como Loanda e Nova Londrina, ainda estão com muitos casos. Com o surto no frigorífico, “houve aquele boom, aquela explosão. Atingiu Paranavaí e as cidades mais próximas, como Tamboara, São João do Caiuá e Paraíso do Norte. Depois se acalmou. E agora estamos sentados sobre a curva de contaminação. Mas nos municípios mais distantes, a curva ainda pode estar em ascendência”, analisa a especialista.
Ela vai além: “a população está com uma falsa sensação de segurança e estão se expondo mais”. O resultado disso é que pessoas jovens, entre 30 e 50 anos, sem comorbidades, estão sendo internadas, inclusive indo para a UTI. “As pessoas estão se reunindo em casa, fazendo churrasquinho. Não tem mais de 20 pessoas, mas tem 10, 15 pessoas, o que é perigoso”, diz a médica. O resultado dessa aproximação é que, por exemplo nesta quarta-feira havia mãe e filhas internadas na Ala Covid.

A Covid ganhou força na região e também em Paranavaí, que atravessava um período de calmaria depois do Dia dos Namorados. “A gente sabia que as pessoas iam se encontrar. E os casos voltaram a subir novamente”, sentencia a infectologgista.

Gislaine Erédia também diz que a situação na cidade não é para relaxamento, pois não está sob controle e teme um recrudescimento dos casos. Explica que uma barreira contra a doença só será criada quando 70% da população tiver contato com o vírus. “Ainda não atingimos este índice”, finaliza.
Ass.Santa Casa
RoyNews

Responsive Full Width Ad

Copyright © 2018 Roy News | Du Pessoa Serviços Digitais (73) 9 8888 1488